Academia WordPress

10 piores filmes que envolveram a tecnologia de forma errada.

Tecnologia, sci-fi, hackers e todo esse conteúdo avançado costuma chamar a atenção de um grande público. Mas o que dizer sobre aqueles filmes que simplesmente “não descem”? O espectador espera ver um mundo avançado, mas não adianta também passar uma trama que foge do compreensível.

Confira aqui os 10 piores filmes que envolveram a tecnologia de forma errada.

#10. Hacker (2015)

Orçamento: U$70.000.000,00.

filme-hackers

Do diretor Michael Mann, Hacker (Blackhat) conta a história de um ex-presidiário que se envolve numa caçada contra cibercriminosos. O fracasso foi tanto que tiveram um prejuízo de 63 milhões de dólares.  Um dos problemas vistos, além das perseguições entediantes, foi a perda de foco do protagonista quanto à solução de um código malicioso para seguir o caminho de uma vingança, assim fugindo do tema. Hacker é um filme recente, mas perdeu a chance de ser lançado no cinema brasileiro e merece o décimo lugar da lista.

#9 A Senha: Swordfish (2001)

Orçamento: U$80.000.000,00

Em nono lugar, na direção de Dominic Sena, Swordfish mostra a vida de um prisioneiro hacker que, para ser liberado, precisa ajudar num roubo de banco. O detalhe é que, enquanto há a cenas do hacker, ele parece mais é estar num concerto, dançando e bebendo vinho. Essa também foi considerada a cena “mais emocionante” do filme, portanto o conteúdo não vai muito além e foge também da seriedade da programação.

#8 Hackers (1995)

Orçamento: N/D

Dirigido por Iain Softley, o filme mostra a vida de dois hackers que desejam realizar um grande roubo. O que críticos ressaltam sobre esse filme é o fraco enredo e há também uma representação ridicularizada do real trabalho de um hacker. O único diferencial foi a atuação de Angelina Jolie.

#7 Ameaça Virtual (2001)

Orçamento: U$30.000.000,00

Na direção de Peter Howitt, a história se baseia num gênio da informática que recebe uma proposta de trabalho de um grande empresário (inspirado em Bill Gates), mas depois descobre que há fatos malignos por trás do sucesso da empresa. O detalhe é que, primeiramente, o filme foge da programação real, mostrando uma tecnologia falha, parecendo o uso desta apenas para chamar audiência. Outro fato é que o ator não consegue passar a personalidade de um hacker. Sétimo lugar.

#6 A Rede (1995)

Orçamento: U$22.000.00,00

Em oitavo, de Irwin Winkler, o filme conta a história de uma programadora que acidentalmente recebe um software indevido e assim é perseguida por uma empresa criminosa – que altera a identidade da protagonista ao longo do filme. O que os críticos reparam, primeiramente é na falta de originalidade e sentido do nome “A Rede”, que nem é tão focada no enredo, mas, além disso, dá a impressão que a programadora acessa sites “mágicos” que facilmente ligam uma coisa à outra, sem contar o exagero sobre o perigo da internet.

#5 MedoPontoCom (2003)

Orçamento: U$42.000.000,00

Merecendo o quinto lugar e dirigido por William Malone, esse filme conta sobre uma investigação de 4 mortes que ocorreram 48h após o site www.fear.com ser acessado. Posteriormente, o investigador acessa o site e começa a ser assombrado pelo fantasma de um serial killer. O que os críticos veem é que, além da internet ser somente uma grande desculpa para ver imagens sangrentas, o domínio do filme que causou essa curiosidade, na verdade era www.feardotcom.com.

#4. Firewall – Segurança em Risco (2006)

Orçamento: U$50.000.000,00

Do diretor Richard Loncraine, Firewall mostra a história de um especialista em segurança da informação. Por possuir essa carreira, sua família vira refém de mercenários para que aceitasse um acordo de ajudar a roubar 100 milhões da empresa em que trabalha.

O fato é que o filme “viaja” ao mostrar as habilidades de Jack quanto à tecnologia. Há até uma cena em que ele desmonta um fax e faz um levantamento de dados ligado ao iPod de sua filha. Diversos sites de tecnologia frisaram essa cena e consideram algo impossível ou então “aprendiz de MacGyver”. Merecido quarto lugar na lista.

#3. Independence Day (1996)

Orçamento: U$75.000.000,00

independence-day-filme

Na direção de Roland Emmerich, Independence Day é um filme clássico, mas mesmo assim não conseguiu escapar do terceiro lugar. A história se baseia na invasão de alienígenas que começam a atacar as principais cidades do planeta. O problema é o detalhe que a tecnologia alienígena era extremamente avançada, com campos de força, armas poderosas e foi derrotada por um vírus de computador. Pode-se dizer que Jeff Goldblum basicamente decifrou a linguagem de programação alienígena num idioma estrangeiro.

#2 Mulher Nota 1000 (1985)

Orçamento: U$7.500.000,00

De John Hughes, a história entra na típica “comédia americana” em que dois jovens criam, pelo computador, uma mulher perfeita, “humana” e com superpoderes. O filme não faz nenhum sentido, pois, além da mulher perfeita ter sido criada por adolescentes, a sua vida é originada de uma tempestade. O filme não foi muito bem-aceito. Segundo lugar!

#1 Johnny Mnemonic, o Cyborg do Futuro (1995)

Orçamento: U$25.000.000,00

Em primeiríssimo lugar, de Robert Longo, o filme mostra a missão de um mensageiro cibernético que precisa transportar a cura de uma grande doença num chip em seu cérebro, mas ele só tem um dia para salvar o mundo e sua vida. É até óbvio o feedback da crítica. O filme não fazia sentido nenhum. Além da cabeça do mensageiro poder explodir por carregar 320GB, ainda há a cena de um assassino que usa um chicote de laser e um padre com esqueleto biônico.

Então, vocês concordam? Conhecem outro filme que pode ser incluído no ranking?

Deixe sua opinião nos comentários!

*Matéria baseada em páginas de críticas/notas, CNN e reviews.

BLING
Daniel Leal

Daniel Leal

Eu escrevo para facilitar o aprendizado de outros daquilo que eu tivesse dificuldade em aprender. WordPress, WooCommerce e desenvolvimento de novas tecnologias são meus focos principais, mas marketing de conteúdo, negócios digitais e (mais recentemente) fintechs também ocupam uma parcela das minhas ideias e projetos.

1 comentário

Digital Ocean

Send this to a friend