Academia WordPress
e-commerce img 1

4 Erros Comuns que Condenam a Maior Parte do E-commerce

e-commerce img 1
Consumidores já abraçaram fortemente compras online.

De acordo com um estudo recente da UPS, 70% quer comprar seu produto favorito digitalmente. Como resultado, a categoria está vendo grande crescimento anual. Ano passado, e-commerce cresceu 13%. Aos poucos “Online” tem se tornado norma pra compras.

Nós estamos vendo mais empresas de e-commerce sendo lançadas a cada ano para tomar vantagem dessa migração, principalmente nas categorias novas – Arte, Eletronicos, Cigarros, colchões, etc. – que eram previamente consideradas má escolha. Enquanto uma mão cheia consegue sucesso a longo termo, 75% das vezes essas startups falham.
Quando eu lancei minha empresa, V2, em 2009, eu sabia que o risco de falhar era real. Com isso em mente, aqui estão os 4 maiores precipícios que evitei para manter meu negocio em crescimento até o topo da categoria.

 

 

  1. Não ser focado

Apesar de parecer simples, ao lançar um portal de e-commerce, é critico determinar exatamente o que você está vendendo e o que você não está. Muitas startups acham que eles podem fazer tudo durante o lançamento e oferecem produtos demais. Muita coisa irá confundir os consumidores, dilua sua loja até voltar ao basico e se esforce na parte financial e administrativa de recursos. No lançamento, o melhor caminho é se tornar mestre em uma área em específico, começando com um nicho bem pequeno de mercado.
Uma vez que você estabeleceu sua presença no mercado e tem demonstrado sucesso naquela área, ai você pode começar a pensar sobre evoluir sua empresa. Zappos é um exemplo perfeito. Eles conquistaram sapatos antes de tudo – esse era o foco deles. Depois disso, se ramificaram para uma estrategia mais compreensiva.

  1. Não optimizar navegação do site

Um site não ser facil de se usar é um grande problema para visitantes. Eles querem tudo facil, conveniente e intuitivo, desde a homepage até compra e todas as paginas no meio delas. Alguns dos elementos mais criticos de navegação em e-commerce é pesquisa (para compradores procurando algo específico), classificação/rotulação de produto e visual (eles preferem conteúdo visual a texto).

A ultima coisa que uma empresa quer é fazer a navegação de sua pagina desafiante quando o usuário está tentando finalizar uma compra. Afinal de contas, é dificil o suficiente encontrar o seu site. Finalizar a compra precisa ser um processo simples e “familiar”. Nada pior do que seguir com seu carrinho de compra e esbarrar em dificuldades na etapa final, abandono de “carrinho de compras” é marcado como 67% dos casos de compras.

  1. Não dar atenção a SEO cedo

Adicionar SEO em seu e-commerce não é nenhuma barreira, mas a chave é faze-lo desde o começo. É muito comum empresas decidirem um trabalho completo de SEO só depois que um site já está pronto, e as vezes após ele já ter sido lançado. A esse ponto a estrutura interna do site e a estrutura URL já está feita, então fazer um SEO de sucesso é um desafio muito melhor.

Integre o pensamento SEO desde o começo. Tenha certeza de que seu site tem as tags importantes posicionadas, meta data e determine as palavras-chave para sua categoria. Se você não sabe como, invista em um consultante SEO para esse projeto.

Você e seu expert SEO pode trabalhar com sua equipe em criar descrições de produto, blogs e medias sociais que são compartilhados ou linkados de volta para seu site. Isso tem um grande impacto em resultados orgânicos de busca. Se você não consegue fazer isso, o consultante pode te ajudar a entender quais “termos longs” de pesquisa são mais relevantes para o seu site (apesar do trafego ser mais baixo para esses termos, eles oferecem maiores resultado, geralmente).

  1. Não coletar data o suficiente

Um site de e-commerce de sucesso cria uma experiencia pessoal pra cada comprador. Felizmente, todo ponto de acesso de um site cria oportunidade de descobrir novos compradores, assim provendo capacidade de personalizar recomendações. Sugerir produtos ou áreas de interesse faz a experiencia mais proveitosa enquanto ainda fortalece a lealdade com o Usuário ao mostrar que você entende as necessidades dele.

A unica forma de corresponder em pesonalização é através de um processo compreensivo e exaustante de captura de dados. Empresas devem investir em coleta de dados, do site e de terceira parte (como comportamento historico, demografia e etc) para ter uma visão panorâmica dos seus usuários. Os dados permitem uma empresa criar um laço que é geralmente dificil de se estabelecer com consumidores online. A startup de Arte, Artsy, faz isso muito bem.

Lançar um e-commerce é uma experiencia bem recompensadora. Isso é fato. Mas também é muito frustrante, com centenas de minas terrestres pra se desviar, especialmente no começo. De qualquer forma, se você evitar os erros mais comuns e basicos, você pode ser um dos sortudos que passa da estatística de 3/4 de falha.

Texto de Jan Verleur – http://www.entrepreneur.com/article/241447

BLING
Daniel Leal

Daniel Leal

Eu já passei dos meus 25 anos e boa parte desse tempo eu estive online. WordPress, Plataformas e códigos são uma paixão grande, mas marketing, conteúdo e empreendedorismo falam mais alto. Eu vivo nesse conflito e escrevo sobre ele!

Add comment

Digital Ocean

Send this to a friend